3.3. Tipos de endereço (parte de host)

Para a auto-configuração e questões de mobilidade, foi decidido usar os 64 bits de menor significado como a parte de host do endereço na maioria dos tipos de endereços atuais. Desta forma, cada subnet pode suportar uma grande quantidade de endereços.

A parte de host pode ser verificada de maneira distinta:

3.3.1. Computado automaticamente (também conhecido como stateless)

Com a auto-configuração, a parte host do endereço é feita através da conversão do endereço MAC da interface (se disponível), através do método EUI-64, para um único endereço IPv6. Se nenhum MAC estiver disponível para este dispositivo (isto acontece bastante em dispositivos virtuais), outra coisa (como o endereço IPv4 ou o MAC da interface física) é usada no lugar.

Exemplo: uma placa de rede tem o seguinte endereço MAC (48 bit):

00:10:a4:01:23:45

Isto poderia ser expandido de acordo com o tutorial do IEEE -IEEE-Tutorial EUI-64 resultando no endereço abaixo:

0210:a4ff:fe01:2345

Com um prefixo já fornecido, o resultado é o endereço IPv6 mostrado abaixo:

2001:0db8:0100:f101:0210:a4ff:fe01:2345

3.3.1.1. Problema de privacidade com os endereços automaticamente computados e uma solução

Por causa da parte host do endereço "automaticamente computado" ser único, (exceto quando um fabricante de placas de rede usa o mesmo MAC em mais de um NIC), o rastreamento de um cliente é possível quando não há um proxy de qualquer tipo.

Este é um problema já conhecido, e a sua solução foi definida através da extensão de privacidade, definida naRFC 3041 / Privacy Extensions for Stateless Address Autoconfiguration in IPv6 (já existe também um novo draft disponível: draft-ietf-ipv6-privacy-addrs-v2-*). Usando um valor estático e um valor randomico, um novo sufixo é gerado de tempos em tempos.

Nota: isto é somente interessante em conexões finais de clientes, e não é realmente útil para servidores já conhecidos.

3.3.2. Definido manualmente

Para servidores, provavelmente é mais fácil se lembrar de endereços mais simples, mas isto também pode ser resolvido. Em IPv6, é possível configurar um endereço adicional para uma interface. Veja o exemplo:

2001:0db8:100:f101::1

Para sufixos manuais como o ::1 mostrado acima, é necessário que o sétimo bit mais significativo seja definido como 0 (o bit universal/local do identificador gerado automaticamente). Existe também uma outra combinação de bits (não utilizada) que é reservada para endereços unicast.


Your connection is via: IPv4
Your address: 35.175.200.4
mirrors.bieringer.de
is maintained by
webmaster at bieringer dot de
(Impressum)
powered by Apache HTTP server powered by Linux IPv4 connectivity is provided by
Strato