4.5. Programas cliente com suporte a IPv6

Para executar os testes abaixo, é necessário que seu sistema seja um host IPv6 e os exemplos mostrados podem ser feitos se voce tiver acesso ao 6bone.

4.5.1. Verificando a resolução DNS para endereços IPv6

Por causa dos updates de segurança aplicados nos últimos anos, o Servidor DNS que roda a versão mais atual já tem a capacidade de entender os endereços IPv6 tipo AAAA (o named A6 mais novo ainda não é usado porque só no BIND9 o suporte aos root domais ARPA IP6 está em uso). Um teste bem simples para ver o sistema resolver endereços IPv6 é:

# host -t AAAA www.join.uni-muenster.de

e a resposta deve ser alguma coisa parecida com isso:

www.join.uni-muenster.de. is an alias for tolot.join.uni-muenster.de. 
tolot.join.uni-muenster.de. has AAAA address
¬ 2001:638:500:101:2e0:81ff:fe24:37c6

4.5.2. Cliente de Telnet com suporte a IPv6

Cliente de telnet com suporte a IPv6 estão disponíveis. Um teste simples pode ser feito com o comando:

$ telnet 3ffe:400:100::1 80
Trying 3ffe:400:100::1... 
Connected to 3ffe:400:100::1. 
Escape character is '^]'. 
HEAD / HTTP/1.0

HTTP/1.1 200 OK 
Date: Sun, 16 Dec 2001 16:07:21 
GMT Server: Apache/2.0.28 (Unix) 
Last-Modified: Wed, 01 Aug 2001 21:34:42 GMT 
ETag: "3f02-a4d-b1b3e080" 
Accept-Ranges: bytes 
Content-Length: 2637 
Connection: close 
Content-Type: text/html; charset=ISO-8859-1

Connection closed by foreign host.

Se o cliente de telnet não entende o IPv6, a mensagem de erro será "cannot resolve hostname".

4.5.3. SSH com suporte a IPv6

4.5.3.1. openssh

As versões atuais do openssh já suportam IPv6. Dependendo da configuração utilizada, ele tem dois comportamentos:

  • --without-ipv4-default: o cliente tenta se conectar primeiro em IPv6, e ele usa IPv4 se a conexão em IPv6 não for estabelecida

  • --with-ipv4-default: a conexão é feita primeiro em IPv4 e para usar algum endereço IPv6, deve-se forçar a sua utilização. Veja o exemplo

$ ssh -6 ::1 
user@::1's password: ****** 
[user@ipv6host user]$

Se seu cliente ssh não entende a opção "-6" então o suporte a IPv6 não está habilitado, como muitos pacotes de ssh na versão 1.

4.5.3.2. ssh.com

O software cliente e servidor SSH da SSH.com já suporta o IPv6 e agora ele é grátis para todos os Linux e FreeBSD, independente se o seu uso é pessoal ou comercial.

4.5.4. Browsers com suporte a IPv6

O status atual dos browsers com suporte a IPv6 pode ser encontrado aquiIPv6+Linux-status-apps.html#HTTP.

A maioria deles ainda tem problemas pendentes, tais como:

  1. Se a configuração de proxy usa somente endereços IPv4, os pedidos em IPv6 também serão enviados a este proxy, emas como o proxy não saberá resolver o endereço, o pedido não vai funcionar. A única solução é verificar se o seu software de proxy tem alguma atualização para resolver este problema.

  2. Configuração automática de proxy (*.pac) não pode ser utilizada para manipular pedidos em IPv6 de maneira diferenciada (exemplo: não usar o proxy para o IPv6) por causa da sua natureza (escritos em Javascript e muito encrustado no código fonte, como é visto no Mozilla).

As versões anteriores de browsers também não entenderiam uma URL com o endereço IPv6, como no exemplo http://[2001:4dd0:f838:a006::6]/ (isto funciona somente se a URL for usada em um browser que suporte IPv6).

Um pequeno teste é tentar este endereço em um browser sem o proxy configurado.

4.5.4.1. URLs para teste

Um bom ponto de partida para browsers que usam IPv6 é o sitehttp://www.kame.net/.Se a tartaruga da página estiver animada, a sua conexão é em IPv6. caso contrário, a tartaruga ficará parada.


Your connection is via: IPv4
Your address: 18.234.88.196
mirrors.bieringer.de
is maintained by
webmaster at bieringer dot de
(Impressum)
powered by Apache HTTP server powered by Linux IPv4 connectivity is provided by
Strato